Publicidade

Notícias

lupa
fechar

Publicidade

Geral | 17 de Janeiro

Surto de febre amarela pode voltar ao Espírito Santo? Saiba como está a situação!

O Brasil enfrenta um dos piores surtos de febre amarela de sua história, mas será que o Espírito Santo corre o risco de passar novamente pelo surto da doença? De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa/ES), a resposta é não. Isso porque atualmente, no Estado, 3.077.619 pessoas foram imunizadas, o que representa uma cobertura vacinal de 85,71% da população.

Segundo a gerente vigilância em saúde da Sesa, Gilsa Rodrigues, o Estado possui doses da vacina e há um empenho para que o restante da população seja imunizada. "A gente tem uma certa tranquilidade porque faltam poucas pessoas para se vacinarem. Todos os municípios têm a vacina para aplicar. É importante lembrar que quem já tomou vacina, não precisa tomar nunca mais", alerta.

Mais de 3 milhões pessoas foram vacinadas contra a febre amarela em 2017. Desde 2012, a vacina é aplicada em dose única, suficiente para imunização durante toda a vida segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). 

Contudo, quem tomou a dose fracionada, deve complementar a outra dose após oitos anos da aplicação. Vale ressaltar que, no Espírito Santo, não foram feitas aplicações de doses fracionadas.

Tire todas as dúvidas sobre a febre amarela

Vacinação

As vacinas contra febre amarela estão disponíveis nas unidades de saúde de cada município do Estado. Caso o cartão de vacina esteja desatualizado, o paciente pode procurar a unidade de saúde mais próxima de sua residência, portando o cartão de vacina e cartão SUS.

Para quem for viajar para áreas com alerta de febre amarela, a recomendação é que seja vacinado pelo menos dez dias antes; tempo que a vacina leva para gerar os anticorpos.

Sintomas

Os sintomas da febre amarela podem ser confundidos com os da dengue ou quaisquer outras doenças febris hemorrágicas. "A doença faz febre, dor no corpo... Contudo, na febre amarela há uma especifidade em que a pessoa fica com a urina e o branco dos olhos muito amarelados. Caso a pessoa não tenha um histórico de vacinas, more perto de áreas com mata ou visitou essa áreas, ela é uma forte candidata a possuir febre amarela. Com isso, ele precisa, imediatamente, procurar um serviço de saúde", comenta Gilsa. 

Reportagem: Breno Ribeiro

Redação Folha Vitória
Voltar

Publicidade

HTML5 WHMSonic Radio Player

Madrugada 1170

A Seguir

05:00 Bom dia - Parte 1