Publicidade

Notícias

lupa
fechar

Publicidade

Política | 16 de Maio

Presidente Kennedy - Minirefinaria

Presidente Kennedy - Minirefinaria

Representantes da Oil Group Exploração e Produção apresentaram à Secretaria Estadual de Desenvolvimento (Sedes) estudos de viabilidade técnica para a criação de refinaria modular junto ao Porto Central, em Presidente Kennedy, na região sul do Espírito Santo. O encontro aconteceu nesta quinta-feira (16).

O grupo atua no país desde 2011, com foco na exploração de petróleo em águas profundas e pretende aplicar investimento da ordem de R$ 1 bilhão. A capacidade de refino da empresa é de 20 mil barris de petróleo por dia, podendo chegar a 50 mil. O secretário de Desenvolvimento, Heber Resende, explicou que este tipo de empreendimento fortalece a cadeia produtiva do Estado.

“O Espírito Santo tem total interesse em atrair refinarias deste porte. Temos uma expectativa de grande produção no campo de Jubarte após o acordo com a Petrobras. Aliados à outras empresas de exploração, queremos criar um ambiente de negócios cada vez mais propício aos investidores, fortalecendo cada vez mais imagem do Espírito Santo como um estado petroleiro”, destacou.

De acordo com o CEO da Oil Group Exploração e Produção, Fabiano Diagoné, a localização estratégica do Espírito Santo e o equilíbrio financeiro são fatores que favorecem a implantação deste tipo de empreendimento. “Estamos em busca de oportunidades em todo o país. No entanto, consideramos que Espírito Santo está num momento econômico à frente de outros estados, com reconhecido equilíbrio fiscal, além de possuir uma localização muito favorável para a nossa logística. Estamos num momento de estudo de viabilidade, com alguns clientes e fornecedores já identificados. As expectativas são muito boas’, declarou.


Porto Central

O Porto Central é uma joint venture entre o Porto de Roterdã e a TPK Logística, que será construído no porto no município de Presidente Kennedy, no sul do Espírito Santo. Trata-se de complexo industrial-portuário privado de águas profundas, de classe mundial. Ele será um empreendimento de múltiplo propósito e vai fornecer infraestrutura para instalação de vários terminais portuários, gerando na fase de construção cerca de 4.700 empregos diretos. Os investimentos previstos na primeira fase serão da ordem de R$ 3,5 bilhões.

Informações à imprensa

Assessoria de Comunicação da Sedes/Aderes/Ipem

Andreia Foeger

(27) 3636.9707 - 99942-9537

andreia.foeger@sedes.es.gov.br

Cintia Dias

(27) 3636.9708 - 99234-1291

cintia.dias@sedes.es.gov.br

Voltar

Publicidade

HTML5 WHMSonic Radio Player

A Hora da Misericórdia

A Seguir

15:30 Tarde Total - Parte 2