Publicidade

Notícias

lupa
fechar

Publicidade

Política | 24 de Julho

Ponte da Integração

Ponte da Integração

“Mais uma promessa ou realmente vai sair?”, esse foi o questionamento de um morador da região que denunciou a lentidão da evolução da obra da Ponte da Integração, no Norte Fluminense.

O governador Luiz Fernando Pezão afirmou, no dia oito de junho deste ano, que a estrutura será finalizada e entregue antes de dezembro. “Claro que vai. Eu tô com uma perspectiva mais otimista ainda. Quero entregar antes de dezembro. Nós reservamos recurso pra isso”, disse na época.

Em um levantamento feito pelo NF Notícias, foi possível observar que muitos compartilham do mesmo temor que o morador citado no início da reportagem. Um deles foi ao canteiro de obra, e o que viu não foi animador.

“Pelo lado de São João da Barra, a ponte já está com pilares e a parte superior pronta. Os tabuleiros já colocados. Para o lado de São Francisco, desemborcando aqui em Campos, não se ver pilares, apenas a parte que está fincada no rio. Falta ainda completar os pilares para poder receber os tabuleiros. Falta muita coisa mais para o lado de cá do que para o lado de lá”, lamentou.

Esse cenário é totalmente o oposto divulgado em nota pelo Governo do Estado depois da visita de Pezão quando foi explicado que “A fase de retomada o órgão contará com o apoio de aproximadamente 40 homens, distribuídos entre a concretagem dos pilares e assentamento da superestrutura da ponte. O DER-RJ irá intensificar os serviços durante as próximas semanas", só que mais de um mês depois, nenhuma mudança é constatada.

A inauguração da Ponte da Integração dura décadas e cada vez mais, os 1.344 metros de comprimento da estrutura parece manter ainda mais distante o sonho dos municípios que seriam diretamente beneficiados.

Ela é localizada na RJ-196 e a BR-356 e seria fundamental para a melhora do escoamento de produção de fruticultura e de cana de açúcar e melhoraria o turismo. Além de ser fundamental para o traçado do corredor logístico. Com isso, a distância entre o trevo de São João da Barra e o aeroporto de Campos seria de apenas 12 quilômetros.

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) que é responsável pela obra informou - "Os trabalhos estão concentrados na margem no lado de São Francisco do Itabapoana. Cerca de 40 homens trabalham na concretagem das estacas e a expectativa é que os serviços sejam intensificados em agosto.  O cronograma está mantido para dezembro".

 

Fonte: NF Notícias

Voltar

Publicidade

HTML5 WHMSonic Radio Player

Almoçando com músicas

A Seguir

13:00 Central do Forró